quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

A imbecil polêmica com Renato Portaluppi

Preciso iniciar este texto com a seguinte afirmação: NÃO CONFIO EM PAULO ODONE.
Preciso fazer outra afirmação: NÃO CONFIO NOS INDICADOS POR PAULO ODONE.
Agora, algumas impressões.
Odone foi muito feliz em uma de suas passagens pela direção do Grêmio: quando acertou ao atropelar o Caxias e trazer na mão grande o Mano Menezes.
Ponto final.
De resto, só fez política.
Tá certo, pode até haver alguma perseguição minha com o fato de ele ser um dos expoentes máximos da extrema direita fundamentalista aqui do Rio Grande do Sul.
Pode ser até que eu esteja exagerando o fato de ele ter xingado minha mãe nas sociais do Olímpico, em passado nem tão recente, quando ela ostentava no pescoço um lenço com estrelas azuis do PT.
Pode ser que eu esteja desconfiando demais dele depois das suas propostas de colocar Britto na presidência do clube em descumprimento do estatuto e de querer que o presidente da Grêmio Empreendimentos tivesse salário de 50 mil reais - curiosamente ele ocuparia tal cargo, não?
Talvez eu esteja bêbado e alucinando em cima da sua participação e do seu braço direito Eduardo Antonini no pior governo da história da Rio Grande do Sul. Talvez aquela história toda de membros do seu conselho de administração envolvidos no escândalo do Detran seja um delírio esquerdista de minha parte.
Sem falar que deve ser invenção da minha cabeça seu relacionamento com Guerreiro.
Sei lá.
Me parece que todo início de temporada com seu Paulo Odone há uma correnteza de especulações de grandes nomes e eis que chegam Lins do Criciúma e um lateral de 19 anos do ABC!
E que tal essa história com A$$i$ e o mercenáR10?
Sério, foi fanfarronice colocar caixas de som no gramado do Olímpico! Nosso presidente nos expôs ao ridículo, por mais que ele tenha feito uma excelente entrevista(!) ao encerrar as negociações(?)...
Mas, claro, por mais que possa parecer irônico, são só impressões.
O que é fato é que continuamos navegando no mar do amadorismo na gestão do clube; que tem gente capitalizando politicamente com o Grêmio; que não há política de futebol própria; que há um sem número de terceirizações em estruturas que deveríamos controlar integralmente; que esta direção não se bica com o Renato; ..............(preencha os pontinhos!).
Pelamordedeus!
Estou extremamente apreensivo com tudo o que está acontecendo no início desta nova temporada. Não que Renato tenha plena razão, mas alguma coisa há neste ar podre que agora sopra pelas bandas do Olímpico.
A prioridade é, sim, LIBERTADORES.
Óbvio que o treinador precisa estar por dentro de tudo que se passa no grupo de jogadores, mas, porra(!), jogo na quarta, sexta e domingo pelo Gauchão não dá pra querer!!!
E, ao invés de dar publicamente suporte ao nosso treinador, afirmando que queremos mesmo é a Copa, os caras dão pito no Renato! Meu deus...
Este Gauchão, com esta fórmula, é um imenso elefante rosa com pintas verdes. Uma invenção idiota da República de Ijuí - aliás, nossa direção banca de durona e bastou o Noveletto pintar na área pra turma baixar a bola. Que tipo de relações há entre Odone, os Perondis e Noveletto? Será que há alguma? É fato que as legendas envolvidas têm relações políticas e eram base do governo Yoda...
E AVC, ops(!), AVM deveria era ter dado entrevista dizendo que concordava com nosso treinador e que, quando jogássemos com os reservas pra cumprir a tabela deste monstro que é o Gauchão, ele iria estar focado mesmo era no grupo principal que treinaria no Olímpico. Depois, no privado, resolvia com o treinador.
Ah, mas não. Daí isso iria descontentar uma empresa de comunicação grandona que tem por aí, que seus donos são conselheiros do clube e base do Odone, pegaria mal também com a coca-cola, patrocinadora oficial do campeonato e que tem em um dos atuais dirigentes do Grêmio um dos executivos máximos da distribuidora oficial da marca (Vontobel e Vonpar, certo?). Tenho certeza que se isso rolasse dessa forma, sentiria-se tensão forte também lá pras bandas do Barranco, pelo medo de se diminuir a frequência de turmas consagradas que discutem o futuro das coisas de POA, RS e GFBPA.
Parece uma tragédia grega, engendrada nas relações de ego e política, desenvolvendo um cenário catastrófico de final óbvio, mas mesmo assim apavorante. O nome do filme? RENOVA TRICOLOR!
Saímos do nada, do vazio, pra cair num grande tanque de metano.
É preciso mudar o Grêmio!
Urgente.
Ou, então, tomara que tudo isso seja um grande delírio meu mesmo...

13 comentários:

Carlos Eduardo da Maia disse...

O pior governo do Rio Grande do Sul foi do Olívio Dutra que foi rejeitado pelo seu próprio partido, o PT. Tanto é assim que o governo Tarso está fazendo, nesses primeiros dias, um governo completamente diferente do de Olívio. Aliás, Tarso faz um governo surpreendente. Se continuar assim eu voto nele. E gosto do Odone -- que é muito mais gremista que o Renato.

Guga Türck disse...

Juro, este comentário do patrulhador da direita, bloguista contratado Maia, mostra bem como anda a nossa torcida.

Que os deuses do futebol nos ajudem!

Jorge Vieira disse...

O governo do Bigode "foi" tão ruim que eles nunca esquecem. Alguém lembra do coraçãozinho Rigotto? E do Britto?

Hélio Sassen Paz disse...

Guga,

Esse teu texto matou a pau!!!

[]'s,
Hélio

Hélio Sassen Paz disse...

Guga,

Apenas uma correção:

"quando do primeiro rebaixamento, ele apostou nas categorias de base do clube, e promessas como Roger, Émerson, Carlos Miguel e Danrlei viraram realidade"

Odone foi presidente de 1987 a 1990. Quatro Gauchões e uma Copa do Brasil. Em 1989, estávamos quase na 2ª divisão gaúcha, quando houve aquele épico triunfo contra o Glória em Vacaria, quando Almir deu show. Foi uma mini "Batalha dos Aflitos". Depois, ganhamos a 1ª Copa do Brasil.

Odone voltou de 2005 a 2008. Aflitos, dois Gauchões, 3º no Brasileirão de 2006, vice na Libertadores de 2007. Pelaipe presepeiro, início de Meira e Krieger.

Da base, lançou no profissional Assis, Almir, Lucas, Cadu e Andershow.

[]'s,
Hélio

Carlos Eduardo da Maia disse...

Só uma perguntinha, quem me paga para dizer o que digo? Vocês da esquerda radical tem sempre esses delírios medíocres e paranóicos de considerar todos aqueles que vocês não concordam como "contratados". Pelo menos eu não recebo dinheiro de uma entidade que não tem CNPJ e não paga imposto como o MST e via Campesina -- que não saíram ainda do século XIX. Vocês são muito reaça.

Guga Türck disse...

Fala, Hélio.
Fiz a correção no texto. Mas sempre tive essa impressão de que o Odone estava na gestão pós primeiro rebaixamento... Tenho a nítida lembrança de uma entrevista dele pedindo paciência para a torcida pois agora iríamos só de categorias de base. E deu no que deu - grandes jogadores surgiram.
Vou corrigir isso também quando for falar das coisas do Grêmio por aí.

Abraço.

Guga Türck disse...

Olha, Maia, cpf, cnpj...eu tenho. Aliás, já emiti nota fiscal para o MST, já vi carteira de identidade de liderança, assentado e acampado. A Via Campesina tem endereço, fácil de encontrar, ali na Farrapos perto do túnel da Conceição.
Tu que é um pseudônimo, um personagem, que, se não é pago pra fazer o que faz, é meio burro então. E não te preocupa que o teu posto de reaça facistóide tá bem guardado junto a teus amiguinhos.

Rodrigo Machado disse...

É muita imbecilidade calssificar o governo Olívio como o pior de todos os tempos. Mais onde tu andou nos últimos 4 anos? No Detran? Ou na casa da Yeda? Por favor. Eu como petista nunca rejeitei o Olívio, creio que tu precisa rever teus conceitos. Quem sabe te muda pra São Peulo. Acredito que tu irá se identificar mais com o governo.

Anônimo disse...

(Jorge Nogueira)

O Governo Tarso iniciou aumentando os salários dos apadrinhados políticos e anunciando ajuste fiscal para o resto da sociedade gaúcha. E o direitista Maia está adorando. Abram o olho com este governo...

http://blogdomonjn.blogspot.com/2011/01/novo-governo-velhas-medidas.html

http://blogdomonjn.blogspot.com/2011/01/tarso-comeca-com-promessa-de-ataques-ao.html

José Luiz disse...

José Luiz disse:

Ieda?,Britto?, Olivio?,Tarso?. Desculpe pessoal mas é a primeira vez que acesso este site. Pensei que era um site da gremistada.

Felipe Cardoso Barbosa disse...

Não entrarei no mérito da discussão de governos, porque nem se discute isso... é óbvio que o do Olívio não foi o pior.

Sobre o Grêmio, concordo com o post. O problema é que no Grêmio escolhemos sempre o menos pior. Entra ano, sai ano, existem as oposições mas nunca muda de fato. E creio que não será num futuro próximo que isso irá ocorrer.

Infelizmente, o quadro político do Grêmio está contaminado com os cartolas e lobistas do futebol. Esses que faturam, esses que lucram, esses que ganham a vida as custas do Grêmio.

Mas apesar disso, por incrível que pareça, o Grêmio é um dos clubes que melhor administra o seu futebol!! Pra vocês verem como está complicado o futebol no Brasil.

http://v13mkt.blogspot.com/2011/01/gestao-e-marketing-esportivo-no-brasil.html

Rodrigo Cardia disse...

"Pior governo do RS foi do Olívio... O Odone é mais gremista que o Renato..."

Esse Maia é uma piada mesmo.