quinta-feira, 22 de maio de 2008

Casa & Cia

Do blog “De Olho na Fraude”:“Lair Ferst, Chico Fraga, Alfredo Telles (cunhado de Ferst) e Patrícia Bado dos Santos (mulher de Bira, ex-presidente do Detran) têm algo mais em comum, além do fato de terem sido denunciados pelo Ministério Público Federal como integrantes da quadrilha que assaltou o Detran. Todos moram em mansões. Também há outro ponto em comum: nenhum acertou na mega-sena. Só a Rio Del Sur, que tem Lair Ferst como verdadeiro dono, e é uma das empresas que mais lucrou com o contrato Detran/Fatec, possui três imóveis de luxo, dois deles avaliados em mais de R$ 1 milhão.
A governadora também faz parte do seleto grupo de assalariados que conseguem comprar residências com valor de mercado superior a R$ 1 milhão.Difícil mesmo deve ser escolher a casa na hora das festas”.


Do RS Urgente

obs: em tempo, para jamais nos esquecermos, LAIR FERST foi coordenador/arrecadador da campanha de Cruzes Credo para o governo do estado.

2 comentários:

André disse...

Guga, tu que sempre bateu com razão na necessidade do Grêmio ter um centro de treinamento moderno, dá uma olhada nisso:
"Utilizando recursos da Lei do Incentivo ao Esporte, o Grêmio espera construir um centro de treinamentos em área próxima ao local em que ficará a Arena Tricolor, no bairro Humaitá. Sancionado este mês pelo governo federal, a lei deixa claro que as empresas que investirem em esporte irão obter isenção no imposto, como já aconteceu nos casos do São Paulo e do Atlético-MG."
Tomara que isso se realize né, seria muito bom ter um centro moderno perto da Arena, e deixar o CT de Eldorado para as categorias de base. Tirando a parte negocial, que ainda é um mistério, se a Arena se confirmar ao estilo do video promocional ficará linda, e com um CT moderno perto e o CT de Eldorado pra base, o Grêmio se tornaria quem sabe o clube com a melhor estrutura da América do Sul. O que achas Guga, será apenas um sonho ou pode-se tornar realidade. Saudações Tricolores!

Guga Türck disse...

André, infelizmente o quadro pintado é sempre mais bonito que a visão do real.
Tem coisa muito escabrosa ainda para ser esclarecida na história do novo estádio e nova estrutura do Grêmio.
Afinal, a arena será do Grêmio ou da Grêmio Empreendimentos? Sendo desta última, como vai se dar a relação do clube com a empresa? Que parte do patrimônio ficará com o clube, afinal, já que se "perderá" a área da Azenha?
Há uma série de questionamentos emergenciais que necessitam ser esclarecidos sem demora. E isso vai pautar um artigo que estou preparando para logo.
Agora, "limpando-se" a canalha do tema, bom, realmente é de se entusiasmar, mesmo que a localização seja tão ruim...

Grande abraço.