sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

Perguntas (no futebol) para a torcida Tricolor refletir

Está difícil escrever sobre o Grêmio, muito difícil...
Os bastidores são podres - ou FORAM podres.
PARA QUEM FOI VENDIDO FELIPE MATIONE?
QUEM É ESTE EMPRESÁRIO QUE O COMPROU? NÃO É PROIBIDO ISSO?!
QUE RELAÇÕES ELE TEM COM DIRIGENTES, CONSELHEIROS E EX-DIRIGENTES DO GRÊMIO?
COMO PODE UMA REVELAÇÃO QUE TEM DIREITO A PASSAPORTE COMUNITÁRIO SER VENDIDA POR TÃO POUCO DINHEIRO?

Aqui cabe uma explicação à perplexidade demonstrada. A Europa tem cotas para estrangeiros não-pertencentes à Comunidade Européia. É muito parecido com o que ocorre por aqui. Apenas é possível ter 3 a 4 jogadores não-comunitários no plantel, o que cresce de sobremaneira o valor de JOGADORES BRASILEIROS COMUNITÁRIOS.
Por quê?
Porque Matione, por exemplo, pode jogar na Europa sem tirar o lugar de nenhum jogador estrangeiro. Aos olhos da lei deles, ele é europeu.
Então, como pode ser vendido na surdina por tão pouco preço?
QUEM O VENDEU?
POR QUE O VENDEU?

Outras considerações são necessárias. Foi negociado em meio à venda de algumas revelações do Tricolor, do Cássio, por exemplo. Quer dizer, tinha grana entrando...
ALGUÉM VENDERIA AÍ UMA MERCADORIA QUE VALE 10 POR 3?
EM QUE CIRCUNSTÂNCIA?

Eu tenho uma opinião sobre isso, que me parece ser uma verdade imensa.
Mas não vou escrever por aqui, porque não tenho como provar e certamente eu seria processado e perseguido por isso - pela minha opinião! -, mas ninguém vai me tirar essa impressão da cabeça...
Espero sinceramente que esses dias tenham sido banidos da vida do clube.

Um comentário:

André disse...

Guga, com a volta dos "abnegados" Fernando Pinto e Sérgio Vazques(agente FIFA), com certeza esses dias não foram banidos...