segunda-feira, 18 de agosto de 2008

O caminho das pedras

Com a vitória sobre o São Paulo, oficialmente inicia-se a caminhada do Tricolor rumo ao título.
Será um trajeto difícil, mas possível de ser seguido.
Do jeito que as coisas estão, já é dá pra garantir que a minha previsão inicial de que o Grêmio ficaria na faixa da 15ª colocação no Brasileirão deste ano não vai se realizar, pois o 15º em 2007 terminou com 49 pontos e em 2006 com 45 - temos 44 pontos hoje.
Imaginando que seja impossível fazer menos do que 30%, na pior das hipóteses, no returno do campeonato, já dá também para dizer que ficaremos acima da 5ª posição, que em 2007 e em 2006 contou com times que marcaram 60 pontos - o Grêmio, com mais 17 pontos, cerca de 33% dos pontos restantes, faz 61 pontos.
Ou seja, a vaga na Libertadores já é uma realidade concreta, não mais fruto de esperanças e achismos.
Por essas e outras que faço a análise de que um novo campeonato passa a ser competido pelo Tricolor, que é a corrida pelo Tricampeonato Brasileiro, tendo-se, então, já superadas uma série de metas.
Pois bem, vejamos, então, como foi o certame nacional até o momento para concluirmos se somos concorrentes ao título mesmo ou se isso tudo é ilusório e teremos que nos contentar com a 3ª ou 4ª colocação.

1º TURNO
Rodada 1
10/05 São Paulo 0 X 1 Grêmio
Excelente resultado, grande jogo. Celso Roth tirou a corda do pescoço e o zagueiro Pereira começou sua retomada para se tornar de dispensável a indispensável em um esquema sólido de 3 zagueiros.

Rodada 2
18/05 Grêmio 0 X 0 Flamengo
Um assalto. Nenhum outro jogo supera a "operação" que a arbitragem executou na estréia no Olímpico. Foram 2 pênaltis de concurso não marcados e 2 impedimentos com o atacante indo livre, na cara do gol. Impressionou negativamente a passividade dos jogadores em campo e a aceitação da torcida. Credito isso ao fato de ser o primeiro jogo em casa, depois da anestesia geral que foram as quedas na Copa do Brasil e no Gauchão. Hoje, não há um torcedor que não lembre desse jogo...

Rodada 3
24/05 Grêmio 2 X 0 Náutico
Resultado absolutamente normal.

Rodada 4
31/05 Vasco 2 X 1 Grêmio
Um dos piores jogos do Grêmio - trocou a vitória contra o São Paulo por este resultado. Cheguei a escrever que um time que ambiciona ser campeão jamais pode sequer empatar com a baba do Vaxxxco. Na minha opinião, inclusive, o time de São Januário hoje continua sendo candidato sério ao rebaixamento. Mas este jogo marcou o surgimento da estrela de Reinaldo, mesmo ele tendo se machucado.

Rodada 5
08/06 Grêmio 2 X 1 Fluminense
Este jogo foi um marco. A decadência demonstrada no São Januário precisava ser apagada de alguma forma. Nada melhor do que contra o time mais badalado do momento, mesmo que escalando um mistão, o Fluminense. Vitória convincente.

Rodada 6
14/06 Goiás 0 X 3 Grêmio
O início da derrocada das toucas. O início da consolidação do crescimento da equipe. Vencer no Serra Dourado foi um alento.

Rodada 7
22/06 Grêmio 3 X 0 Atlético-PR
O resultado não mostrou o que foi o jogo. 3 pênaltis, dois duvidosos. O Atlético ameaçou bastante com um jogador a menos. Foi preocupante ver os buracos que o esquema 3-5-2 estava deixando em frente à zaga.

Rodada 8
29/06 Grêmio 1 X 1 Internacional
Invenção de Celso Roth + "operação" da arbitragem = porcaria de jogo e de resultado. Foi balão pra todo o lado, mas o que atrapalhou mesmo foi a troca no 11 inicial de Rafael Carioca por Willian Magrão. Besteira total de Roth, que só foi contornada quando ele promoveu a entrada de Carioca.

Rodada 9
06/07 Botafogo 2 X 0 Grêmio
Bah, sem comentários...

Rodada 10
09/07 Santos 1 X 1 Grêmio
Outro jogo que não se pode nem comemorar empate. O Santos é outra baba e, mesmo na Vila Belmiro, tem que ser batido por quem deseja ser campeão.

Rodada 11
13/07 Grêmio 2 X 1 Portuguesa
Este jogo marca o quinto de uma seqüência preocupante - não de resultados, mas de futebol. A Lusa poderia ter terminado o primeiro tempo com 3 a 0 no placar, não fosse o Ninja Victor.

Rodada 12
16/07 Sport 2 X 2 Grêmio
Bom jogo, mas o recuo do Tricolor depois dos gols foi fatal. Este é o jogo do "Ah, e se...". 2 pontos garantidos que podem fazer falta.

Rodada 13
19/07 Grêmio 1 X 0 Cruzeiro
Fazia tempo que não vencíamos o Cruzeiro, mesmo em casa. 1 a 0 apertado, mas que poderia ter sido 5. Sem problemas, o que vale são os 3 pontos contra um adversário direto.

Rodada 14
24/07 Figueirense 1 X 7 Grêmio
Sem comentários!

Rodada 15
27/07 Grêmio 1 X 1 Palmeiras
O verdinho teve muita sorte. A chuvarada facilitou o retrancão do Luxemburro e os caras conseguiram sair na frente numa rara falha da defesa Tricolor. Estivesse tempo seco, eu apostaria que o Tricolor golearia fácil-fácil, tamanha a diferença das duas equipes. Felipe Mattione jogou muito.

Rodada 16
31/07 Coritiba 0 X 1 Grêmio
Aqui os "isentos" da mídia do centro do país começaram a prestar um pouco mais de atenção no Grêmio, mas só porque o Coritiba já havia aplicado pra cima de Palmeiras e Flamengo, porque senão este seria apenas mais um joguinho de fora da aldeia...

Rodada 17
03/08 Grêmio 2 X 0 Vitória
Jogo difícil. O time baiano mostrou ter muita força e preocupa ser um dos jogos a fechar o returno, depois, lá no Barradão. Mesmo assim, 2 a 0 foi pouco.

Rodada 18
06/08 Grêmio 1 X 0 Ipatinga
Outro dos jogos que entra no roll dos piores do ano. Roth demonstrou toda a sua mediocridade não mexendo no time já no primeiro tempo. Foi irritante.

Rodada 19
09/08 Atlético-MG 0 X 4 Grêmio
Resultado retumbante, finalizou o 1º turno com chave de ouro. Marcou a consolidação da liderança e trouxe 3 pontos de um lugar onde muitos vão deixar, mesmo que o Galo esteja garnizé neste ano.

CONCLUSÕES
O Grêmio teve uma tabela relativamente fácil nessa primeira parte. Mas resultados como as vitórias contra o São Paulo, Figueirense, Atlético-MG e Coritiba fora de casa são importantíssimas, pois estes são clubes que certamente arrancarão - ou já arrancaram - pontos em seus domínios daqueles que almejam a parte de cima da tabela. Preocupa, no entanto, a derrota para o Vasco - que vai perder, ou já perdeu, pra todo mundo - e o empate em casa com o Palmeiras, adversário direto.

O segunto turno será bem mais complicado, pois o Tricolor vai jogar com Cruzeiro, Flamengo, Palmeiras e Vitória fora de casa. Será necessária uma boa estratégia para que se atinjam os 70 pontos para - possivelmente - se garantir o título (em 2006 o segundo colocado terminou com 69 pontos e em 2007 com 62).
Ou seja, seriam, nessa projeção, necessários mais 26 pontos (8 vitórias e 2 empates) em 18 jogos a serem disputados.
Qual seria, então, o caminho das pedras?

2º TURNO
Rodada 20
17/08 Grêmio 1 X 0 São Paulo
O primeiro passo já foi dado. É sempre importante em um campeonato com as características do Brasileirão, de pontos corridos, um time fazer 6 pontos sobre um adversário direto.

Rodada 21
21/08 Flamengo x Grêmio
Jogo dificílimo. O Maracanã é outro estádio em que o Grêmio não costuma jogar bem pelas dimensões do campo. No entanto, este ano tal lógica não tem se confirmado, pois, jogando nos maiores gramados do país, o Tricolor fez 8 gols em 3 jogos, vencendo todos (São Paulo no Morumbi, Goiás no Serra Dourada e Atlético-MG no Mineirão).

Rodada 22
24/08 Náutico x Grêmio
Confirmando-se a "lógica" com uma derrota contra o Flamengo, um novo jogo com o Náutico, em Recife, torna-se, mais uma vez, em Batalha dos Aflitos. O Timbu em queda livre, precisando vencer a todo custo para não permanecer na zona do rebaixamento, e o Tricolor precisando se recuperar, pois perder duas seguidas seria péssimo para as pretensões de um postulante ao título e certamente faria encostar Cruzeiro e Palmeiras, isso se os mineiros não tomarem a liderança.

Rodada 23
31/08 Grêmio x Vasco
Jogo pra vencer. Caso contrário, a taça provavelmente vai para outro armário.

Rodada 24
6/09 Fluminense x Grêmio
Outro jogo encardido. Talvez até mais do que contra os adversários diretos, porque o Tricolor das Laranjeiras vai precisar desse resultado de qualquer jeito, seja por desepero de ainda estar flertando com a 2ª divisão, seja para consolidar uma campanha de ascenção.

Rodada 25
13/09 Grêmio x Goiás
Jogo no estilo do contra o Vasco. Só a vitória interessa.

Rodada 26
21/09 Atlético-PR x Grêmio
Aqui, o Tricolor tem que ir com tudo pra cima do Atlético. Esta é uma daquelas partidas vencíveis, estilo aquela contra o Sport na Ilha do Retiro. Vitória neste jogo segura a onda dos concorrentes e prepara para o próximo jogo que será...

Rodada 27
28/09 Internacional x Grêmio
GREnal! Vencendo o Atlético-PR, um empate é bom resultado. Perdendo ou empatando em Curitiba, a vitória passa a ser imprescindível. Aliás, uma vitótia aqui pode complicar o interzinho e ajudar "ao quadrado" o Tricolor (explico isso no final).

Rodada 28
4/10 Grêmio x Botafogo
Jogo contra adversário direto e bom time. Para poder um empate ser aceitável aqui, é preciso estar vindo de 3 vitórias consecutivas.

Rodada 29
8/10 Grêmio x Santos
Tem que vencer.

Rodada 30
19/10 Portuguesa x Grêmio
Dificilmente outra equipe que não o Ipatinga já estará garantida no rebaixamento à altura da 30ª rodada. Ou seja, a briga vai ser feia também na ponta de baixo, com os times fazendo das tripas o coração para sair dessa situação. Me parece este ser o caso da Lusa. Então, péssimo momento para enfrentá-los em São Paulo.

Rodada 31
25/10 Grêmio x Sport
O Sport provavelmente se encontrará no meio da tabela a essa altura, sem ambição nenhuma, já estando classificado para a Libertadores em virtude do título da Copa do Brasil. Tomara que o Sandro Goiano pinte nesse jogo, que a torcida Tricolor faça a festa e que o Grêmio vença para se consolidar na ponta.

Rodada 32
29/10 Cruzeiro x Grêmio
Dependendo de como estiver a tabela, este jogo será marcante. Mas a derrota é provável, o que valoriza muito bons resultados contra a Portuguesa e no GREnal.

Rodada 33
2/11 Grêmio x Figueirense
Quem achar que este é jogo jogado está muito enganado. Os manés da ilha vão vir babando pra cima do Tricolor, mesmo não tendo nada mais a fazer no campeonato. Vão tentar de todas as formas retrucar a retumbante goleada de 7 a 1.

Rodada 34
9/11 Palmeiras x Grêmio
Idem ao jogo contra o Cruzeiro.

Rodada 35
16/11 Grêmio x Coritiba
Mais um jogo difícil dentro de casa. O Coritiba, aliás, sempre incomoda. Lembro certa vez que eles vieram aqui e nos enrolaram, com direito a dois gols do Pachequinho (1,5 m - de cabeça!) e tudo. Vitória imprescindível para seguir com pretensões de título.

Rodada 36
23/11 Vitória x Grêmio
Este jogo inaugura a reta final. Infelizmente, contra um time que, se manter a regularidade, estará lutando pela Libertadores. O negócio é secar os baianos para que eles estejam, a esta altura, lá pela 10ª posição, assim, um empate passa a ser extremamente viável e, quem sabe, uma vitória.

Rodada 37
30/11 Ipatinga x Grêmio
Ipatinga já rebaixado. Dispensando mais da metade do elenco. Jogadores novos, planejando futuro e mala-preta rolando. Jogo brabo!

Rodada 38
7/12 Grêmio x Atlético-MG
Galo na rabeira, precisando de resultado pra não cair? Por favor, não!

RETA FINAL DOS CONCORRENTES
- Palmeiras
Palmeiras x Ipatinga
Vitória x Palmeiras
Palmeiras x Botafogo

- Cruzeiro
Cruzeiro x Flamengo
interzinho x Cruzeiro
Cruzeiro x Portuguesa

- São Paulo
Vasco x São Paulo
São Paulo x Fluminense
Goiás x São Paulo

- Botafogo
Botafogo x Atlético-PR
Botafogo x Figueirense
Palmeiras x Botafogo

CONCLUSÕES
O segundo turno parece ser, sim, bem mais complicado do que o primeiro.
No entanto, difícil para a gente, difícil para eles.
Observando-se, assim, a reta final (9 pontos) dos concorrentes, eu diria que Cruzeiro e Palmeiras (nessa ordem) seriam as equipes mais ameaçadoras.
Sendo assim, é aí que se torna essencial para uma campanha de título do Tricolor uma ajuda de nada mais nada menos do que do interzinho!
Sim! Os caras vão receber em casa Palmeiras e Cruzeiro, sendo que contra este último lá no final do campeonato.
É preciso que o inter esteja mal, precisando de resultado, para não abrir as pernas ao Cruzeiro, porque, contra o Palmeiras, aposto que eles vão com tudo pra cima, já que o jogo é agora e eles estão desesperados...
Isso tudo, claro, desde que comece a ser improvável vencer o certame pelos próprios resultados - o que eu acho, inclusive, mais fácil de acontecer a partir desta tabela que se coloca na nossa frente.
Palpitando, não acredito em vitórias sobre Flamengo, Cruzeiro, Palmeiras, Vitória, Fluminense e Atlético-PR. Mas, por outro lado, nos enxergo vencendo Vasco, Santos, Sport, Goiás, Coritiba e Atlético-MG.
Quer dizer, 6 vitórias de 8 necessárias, em se confirmando aquela previsão de 70 pontos para o título.
Pensando assim, teria-se, portanto, que buscar 8 pontos (2 vitórias + 2 empates) contra Botafogo, Náutico, Portuguesa, Figueirense, Ipatinga e, claro, no GREnal.
Pois é, não é nada fácil...
Só que nenhuma dessas combinações passa de mera suposição, porque a partir de agora a matemática deixa de ser exata.
O que é líquido e certo é que somos candidatos ao título, queira a mídia do centro do país ou não. E que será preciso muita estratégia e dedicação para vencer - coisa que parece estarmos demonstrando neste momento do campeonato.
Este é um momento mágico do Tricolor e não se pode deixar a peteca cair!
Se o Roth se agarrar nessa fase de sua carreira e observar que este é o grande momento de sua vida em que ele não pode inventar de jeito nenhum (nada de Paulo Sérgio na esquerda!), bom, daí acho que não vai ter pra ninguém.

RUMO AO TRI!
JAMAIS NOS MATARÃO!!!
Dá-le!

3 comentários:

RICARDO ® disse...

Muito boa a tua análise Guga!
A coisa não vai ser fácil, mas temos condições de seguir em frente sim!
O time da arrumado e com os pés no chão, continuando assim, já é meio caminho andando...
Mas o que mais me preocupa é o que os mandantes do nosso futebol pensam sobre isso...
Infelizmente temos que levar em consideração itens como "quem pode mais politicamente", "apito amigo", "Força da cartolagem do eixo Rio-São Paulo"...
Tomara que esses itens não nos atrapalhem
Abraço

Regina Ramão disse...

E dizer que eu já fiz campanha contra o Roth...

Well, espero que tudo continue no caminho certo para o nosso Gremião.

Ah...e quanto a "eles", sugiro que troquem o Tite pelo Dunga... =D

claudia cardoso disse...

Como diz Seu Cardoso, meu pai, campeão da Libertadores e Mundial pelo Racing Club de Avellaneda, há jogos que são para perder mesmo. Talvez esse jogo contra o Fla se aplique a regra, mas algo me diz que a gente não perde no Maracanã.
O que não dará para agüentar, é perder, ou ter um desempenho ridículo em casa.
De qualquer forma, outra máxima do Cardoso, é que time que vence de 1X0 é campeão - e o Grêmio tem conseguido vencer por este escore.
O pai aprendeu muito sobre futebol com seus treinadores, entre eles, o Foguinho.