segunda-feira, 3 de março de 2008

Dando a letra

Perea finalmente vem se afirmando como um bom atacante.
Seus primeiros jogos estão longe de terem sido ruins, mas o colombiano não marcava.
E com a bola não entrando, para um jogador de frente, o sentido do futebol começa a ser questionável.
O negócio é pôr a gorduchinha dentro das redes.
E se ela vai de letra, então...
Perea marcou um golaço nesse sábado - aliás, mais um.
Nos dois últimos jogos já são 6 gols.
Uma média que tem tudo para se manter alta, já que Roger e Julio dos Santos parecem ter gostado desse companheiro que se movimenta muito bem na frente, abrindo, inclusive, espaços para os golaços do nosso camisa 10.
Já são dois chutaços de longe que foram morrer lá onde a coruja dorme.
Essa era minha espectativa com o meio-campista e parece que está se realizando.
Ter jogadores que batem bem de fora da área é imprescindível para um time sair campeão.
Mas o grande destaque do passeio contra a Ulbra foi mesmo o maestro Julio dos Santos.
O paraguaio jogou muito.
Tem uma visão de jogo que poucos têm, passa muito bem a bola, tem porte e não é egoísta.
Aí está um jogador que pode este ano ser o fiel da balança Tricolor.
Só que aí vem um pepino... Será que dá para jogar Julio e Roger juntamente com dois atacantes?
Eu acho que não.
Num próximo post esta semana vamos testar escalações para o Glorioso.

Dá-le!
JAMAIS NOS MATARÃO!!!

Um comentário:

blackao disse...

Guga,

Dá uma olhada nas minhas entradas longas e recentes sobre o Grêmio! ;)

[]'s,
Hélio