quarta-feira, 5 de março de 2008

Não tem jeito mesmo

A canalha que toma conta do Grêmio não se liga.
Agora eles vêm com essa de Cacalo presidente.
A gente quer MUDANÇA!!!
Outros nomes, nobres e anciões conselheiros...
Chega de politiqueiros e gente que já passou pelo clube e não fez nada!
Cacalo é dirigente de futebol porque entende da bola, mas como presidente foi péssimo.
Deixou o caminho ajeitado para toda a bagaceira que fez o Guerreiro depois.
As conseqüências disso?
Bom, nós Tricolores vamos levar um bom tempo ainda para esquecer...

Fora oligarquias!
JAMAIS NOS MATARÃO!!!

5 comentários:

Anônimo disse...

As máscaras estão caindo. Cacalo é o candidato da RBS para subordinar de vez o Grêmio a interesses privados.

elskroto disse...

gordinha histérica de voz fina...

Rodrigo Cardia disse...

Eles acham que os gremistas tem memória curta...
O Cacalo assumiu o Grêmio em 1997. Ganhou aquela Copa do Brasil, é verdade, mas isso graças ao time que era o mesmo de 1996, só mudou o técnico. Depois disso aquele esquadrão multi-campeão se desmanchou.
No Brasileiro de 1997, no qual o Grêmio defendia o título, o resultado foi vexatório: sofreu goleadas históricas e chegou na última rodada com uma pequena chance de rebaixamento.
Depois veio o Lazaroni, que 10 em cada 10 gremistas sabia que não daria certo. E graças a ele, o Grêmio caiu fora do Gauchão de 1998 nas quartas-de-final, depois do Lazaroni acusar os jogadores do Brasil de Pelotas de estarem "dopados" no primeiro jogo lá em Pelotas, o que motivou eles a jogarem a vida no Olímpico e saírem com a vitória.
No Brasileirão 98, o Grêmio começou mal, aí chamou Celso Roth e mesmo com um time ruim, passou para as finais. Mas foi só.
E assim terminou melancolicamente a gestão Cacalo, que nem quis concorrer à reeleição. E aí chegou Guerreiro...

Genecy Almagro disse...

Gente
Quem contratou o Celso Roth foi o recem nomeado vice-presidente de futebol Adalberto Preis.
Adalberto estava fora da política e aceitou por um apelo do Fábio Koff.
Não é que Cacalo não quis concorrer. Não teve apoio para concorrer e Adalberto é que não quis concorrer porque Cacalo amarrou, amarrou e só na última hora é que insitiu pro Preiss concorrer.
Foi a história que ouvi contada por gente que está muito por dentro.

Genecy Almagro disse...

Ma lembrei de mais uma coisa. Aí o Adalberto Preiss convidou o Saul Berdchewsky para Diretor de Futebol. Eles não deixavam o Cacalo participar de nenhuma reunião com o Celso Roth.