segunda-feira, 15 de setembro de 2008

A derrota para o carma

Nessas últimas semanas eu e milhares de Gremistas nos imbuímos de um sentimento crescente de esperança, de desejo de vencer. Fomos todos ao estádio, aos bares, torcer por vitória após vitória do Tricolor, na busca de um tri-campeonato considerado incerto por todos que não agradam-se das vestes do manto sagrado. Fomos chacotados a cada triunfo, como se dissessem ser coisa momentânea nosso sucesso.
Ouvimos surdamente à provocação e continuamos empurrando nosso time tabela acima, contaminando como podíamos aos nossos guerreiros-jogadores dentro de campo. Mas, com o passar do tempo, as nossas forças já não pareciam mais surtir efeito contra tantas forças negativas e contrárias vindas, inclusive, de dentro do próprio clube.
O estádio e seu entorno, em diversas partes, deixou de ser local de confraternização e concentração para aquele que deveria ser o principal objetivo desses eventos - o futebol - e passou a ser palanque de oportunistas, para-quedistas, vigaristas, mas, não, Gremistas.
Nesse último desastre, uma torcida organizada(?) ostentava um bandeirão que descia do anel superior até o chão da arquibancada inferior com um desenho que caricaturava uma caricatura infeliz: um tal de "gaúcho da copa". Um cidadão que foi preso na última Copa da Alemanha por estar dando uma de cambista, vendendo ingressos de cortesia que recebia da delegação e de jogadores. Como a Alemanha não fica na Azenha, grampearam o cara. Passou sufoco e agora, junto com brasinhas, ferraris, greminhos e faíscas, quer surfar na onda da esperança do torcedor pra levar uma mamata no legislativo municipal. Gente sem história, inclusive no futebol...
Foi como fez Yoda, na final da Libertadores. Pousou nos camarotes do Olímpico, bradou ser Tricolor aos quatro ventos e... assim não teríamos como vencer - pesa demais o carma!
Temos uma direção com politiqueiros, que vivem de negociatas de bastidores, metidos em escândalos que envolvem milhões de reais de cofres públicos. Temos um treinador meia-boca, indiciado pela Polícia Federal, e pseudo-torcedores que não estão nem aí para o que acontece dentro do campo. Será possível vencer assim, com toda esta carga negativa?
Agregue-se a isso o fato concreto de estarmos sendo comandados por um técnico quando muito medíocre, que chegou ao seu limite. Roth evoluiu, sim. Achou um esquema coeso, e só. Dentro de sua estreiteza futebolística, não consegue variar a tática do jogo, ou sequer escalar os melhores jogadores de suas posições. Souza é um cigano neste time, sem paradeiro fixo. Paulo Sérgio é o Poltergeist.
Talvez o problema com Roth resida exatamente na única política acertada dessa desastrosa direção: a manutenção de um grupo forte e heterogêneo. O Tricolor hoje é inegavelmente um dos melhores grupos de jogadores do futebol brasileiro. Tem alternativas para praticamente todas as posições, tem disputas internas, tem um grande goleiro. Mas é alternativa demais! E Roth não sabe usá-las, esbarrando seguidamente no seu pensamento monolítico, cabeça-dura, infelizmente.
Mais infelizmente ainda é que - como antes - não há como trocar de treinador no momento. Então, como antes, dependemos cada vez mais de quem está dentro de campo.
Como antes, nos tornamos líderes apesar de Celso Roth e de todo esse carma. Agora, seremos campeões no grito da torcida e no coração de nossos guerreiros-jogadores!

JAMAIS NOS MATARÃO!!!

4 comentários:

Marcelo Lopez disse...

A primeira coisa é voltar ao meio-campo que estava dando certo!

Souza é bom jogador mas mostrou que a entrada dele não deu resultados!

Manolo disse...

A proposito, a manoela atraves do paulo odone esta financiando a geral, tbm o paulao de canoas que é candidato a vereador, e o faisca do bar tambem que é candidato a vereador.

já no inter a manoela tento financiar a popular do inter, e o fogaça tbm. mas nao conseguiram

a torcida camisa 12 do inter esta tbm sendo financiada pelo candidato a vereador mauro zacher.

até

blackao disse...

Guga,

Tenho que discordar de ti em dois aspectos:

1) O plantel do GRÊMIO é bastante limitado em qualidade: NENHUM dos laterais vai até a linha de fundo pra pegar a zaga adversária de lado ou de costas para a bola e os nossos atacantes de frente para o gol, apesar do aproveitamento satisfatório em jogadas aéreas;

2) Além de VICTOR e REVER (o zagueiro que menos erra entre ele, LÉO, PEREIRA e JEAN), quem segura as pontas na melhor defesa do Brasileirão são os volantes WILLIAN MAGRÃO e RAFAEL CARIOCA. Sempre que um dos dois não puder jogar, toda e qualquer alternativa possível, seja improvisada seja com MAKELELE, é LASTIMÁVEL;

3) Agora é que é a hora da verdade: sem pensar se o ROTH é ruim ou bom (eu acho ele bem menos pior do que a maior parte dos gremistas, mas ele é pior do que uns 7 técnicos nascidos no Brasil e, como FELIPÃO e AUTUORI estão no exterior, por incrível que pareça, ele está entre os 5 melhores do Brasil), as lesões e suspensões cada vez mais freqüentes estão mostrando que a única chance do GRÊMIO é a superação física e mental e que não tem como nosso time jogar bem se não for no limite;

4) Apesar do GRÊMIO estar muito bem entrosado, de ter uma defesa supimpa e de apresentar um excelente preparo físico, erra passes e conclusões demais e sobe em baixa velocidade ao ataque - o que comprova que o futebol brasileiro é feio e de baixa qualidade. O GRÊMIO não consegue trocar passes como o golaço do Chimpanzé D'Alessandro ontem, no Engenhão. O GRÊMIO joga pior em casa porque precisa contra-atacar sempre. Fora de casa, o expediente dá certo. Em casa, o sofrimento é maior.

5) TODOS OS CLUBES DA SÉRIE "ARGENTINA", sem exceção, são limitados em setores onde nem o titular e nem o seu reserva imediato prestam;

6) Estou com o HILTOR MOMBACH: a situação judicial de ROTH e da alta cúpula do clube não afetam o rendimento do time em campo. Uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa;

7) Se tiver como provar tudo o que o pseudônimo Manolo afirmou, o PT vai para o 2º turno agora e ODONE não será o próximo desgovernador.

[]'s,
Hélio

CORNETA PRÓ GRÊMIO disse...

Quinta-feira, 18 de Setembro de 2008
José Aldo, QUE FEIO!!!
Em comentário na Rádio Gaúcha, ontem à noite, o múltiplo reserva José Aldo Pinheiro criticou os atuais candidatos à presidência do Grêmio dizendo que "quando Paulo Odone assumiu ninguém queria pegar. Que todos fugiram da raia".
José Aldo, se você não tem informações próprias, deveria ler mais a coluna de Hiltor Mombach, do Correio do Povo. Há poucos dias, Hiltor publicou matéria sobre aquela eleição.
Havia, na ocasião, três, sim, TRÊS CANDIDATOS, o próprio Paulo Odone, Adalberto Preis e Antônio Vicente Martins.
Três candidatos à presidência somando, no total das chapas, VINTE E UM (21) candidatos.
Adalberto venceu a eleição no Conselho Deliberativo fazendo mais do que a soma dos outros dois. Depois, Paulo Odone ganhou a eleição de Adalberto Preis no segundo turno no qual votaram os sócios.

ENTÃO, COMO É QUE NINGUÉM QUERIA PEGAR? QUEM FUGIU DA RAIA?

José Aldo não é conselheiro. Nem consta ser sócio do Grêmio. Faz parte do grupo dos "isentos". Na verdade, consta ser simpatizante dos moranguinhos.

Mais: entre outros, integravam a chapa de Adalberto Preis o atual Diretor de Futebol ANDRÉ KRIGER e, também, o atual candidato à presidência DUDA KROEFF.

Então, já, na ocasião, André Kriger estava disposto a assumir (assumiu agora em meio a tempestades e furacões e terremotos).

E também DUDA KROEFF concorreu para assumir.

Um pouquinho só de responsabilidade profissional faria bem José Aldo!

CORNETÃO PRA VOCÊ!
CORNETÃO, TAMBÉM, PARA TODOS OS MAL-INFORMADOS (?) QUE REPETEM, À EXAUSTÃO, A DESINFORMAÇÃO DE JOSÉ ALDO!
Postado por CORNETA PRÓ GRÊMIO às 12:18 2 comentários