segunda-feira, 8 de setembro de 2008

É preocupante, sim...

É importante observar, sim, com muita calma a queda de rendimento do Tricolor. Mesmo assim, vamos combinar que, se está difícil para o Grêmio, está mais ainda para os concorrentes, afinal, quem é que tem que tirar 6 pontos ou mais de diferença?!
Mas, do ponto-de-vista daqui, é preciso ligar o sinal amarelo. Pois, senão, vejamos.
Raciocínios simplistas como os que andam fazendo na mídia do centro do país, de que estes 6 pontos serão perdidos em derrotas para Palmeiras e Cruzeiro não são de todo sem fundamento. Quer dizer, o grande problema é que adversários mais complicados ainda estão por vir, inclusive para confrontos no Estádio Olímpico, onde, imagino, certamente perderemos pontos - acho improvável termos 100% de aproveitamento nos jogos que restam em casa, mas não impossível.
Definitivamente, os maus resultados contra o Náutico e o Fluminense (disputantes da ponta de baixo da tabela, times fraquíssimos) precisam urgentemente de contraponto. Sendo assim, a pressão só tende a aumentar mesmo, porque estes "tropeços" tendem a dobrar de peso à medida que os pontos não venham, que as vitórias fora tornem-se cada vez mais raras.
Perdemos duas belas oportunidades de estar há 10 pontos de nossos concorrentes diretos. E eram oportunidades, mesmo, de dever de vitória certa para quem deseja sagrar-se campeão em uma fórmula de pontos corridos.
O Grêmio me pareceu medroso, pareceu o "velho" time aquele que ia pra fora de casa pra não perder. Na minha opinião, um enorme de um erro, pois a posição que nos colocamos nos dá a tranqüilidade de, ao menos em um desses jogos, termos nos atirado pra cima, lutando por uma vitória sem medo das conseqüências, afinal, Palmeiras e Cruzeiro não conseguiram sequer reduzir um ponto da diferença nessas rodadas.
Agora, o próximo jogo torna-se um tanto tenso.
Depois, vem o Atlético-PR, em Curitiba - uma touca histórica. Eles odeiam o Grêmio. Estão lá no rebaixamento, necessitam da vitória a todo o custo. E, nós, a meu ver, também. Ainda mais que na seqüência teremos GREnal e o Botafogo, uma pedreira por ser nosso rival e outra por vir em flagrante ascenção no campeonato.
Ou seja, deixamos pontos importantes pelo meio do caminho que podem nos complicar a vida.
Agora, é inegável que a situação mais confortável de todas as equipes neste Brasileirão é a do Grêmio.
TODOS gostariam de estar em nosso lugar, "amargando" os "tropeços" em Recife e Rio de Janeiro como estamos amargando.
Todos queriam um Olímpico para si, lotado, com mais de 40 mil vozes cantando...

VAI SAIR CAMPEÃO!!!

Um comentário:

blackao disse...

Guga,

Respondo a este post com outro! ;)

[]'s,
Hélio