segunda-feira, 2 de março de 2009

Aê, Roth! O Ypiranga vem desfalcado...

Então, acho que dá pra colocar mais de um atacante e não escalar o Diogo, né?
Afinal, toda a defesa titular do time de Erechim não vai fardar...

- Ypiranga terá três desfalques contra o Grêmio
Ypiranga espera que o Grêmio atue no 3-6-1

4 comentários:

André disse...

O quarteto pateta que manda no Grêmio, Cacalo-Krebs-Krieger-Kroeff, tiveram a oportunidade de ouro de se livar da anta e não fizeram, o contrato do Roth tinha acabado, pelo amor de Deus, custava ouvir a torcida um pouquinho... Renovaram por mais de 200 mil... Parabéns!

Anônimo disse...

A campanha FORA ROTH tem que se alastrar para que a pressão sirva para a saída do Roth. O custo financeiro da saída dele será menor do que sua permanência. Se Ele ficar a torcida irá menos ao estádio, diminuirá a compra de produtos do Grêmio, enfim continuará a revolta dos gremistas. Temos que continuar com a propaganda fora Roth. Ganhar do Ypiranga desfalcado e depois do time Colombiano poderá ser uma sobre vida para esse incopetente. Não podemos aliviar FORA ROTH, FORA ROTH, FORA ROTH, FORA ROTH

Anônimo disse...

(Jorge Nogueira)

Segundinos consolem-se! O Campeão de Tudo tb ñ tem treinador! A diferença é q tem plantel qualificado daí as individualidades corrigem as cacacas do incompetenTITE!

Vcs se iludem se acham q só tirando o buRoth será suficiente. Olhem para o grupo de jogadores de vcs: Tcheco, Souza (dito pelo próprio Muricy q pipoca em decisão), Réver (babou em todos Grenais), Jadílson (peladeiro), Ruym, entre outros!

Anônimo disse...

(Jorge Nogueira)

Vcs estão colhendo o q plantaram: ficaram comemorando vice de um campeonato em q estiveram 11 ptos à frente. Assim a Direção ficou acomodada e como a "galera" gostou, a 1ª medida foi manter o treinador.

Na época alertei o camarada Rodrigo Cardia de q essa postura ia se voltar contra vcs mesmos! Como sempre ñ me deram ouvidos! Está aí o resultado!

Se tivesse sido com o Campeão de Tudo, ia dar Portão 8, treinador demitido e reformulação no grupo. Resumo: crise! Mas na Azenha foi celebração.

Agora chorem!